30 de dez de 2010

I LOVE YOU, JIM CARREY

I love you, Philip Morris

Truman Show

Cine Majestic

Eternal Sunshine of the spotless mind

30 de out de 2010

The Best Fighters

The Wrestler - Darren Aronofsky

Ali - Michel Mann

Raging Bull - Martin Scorsese

The Hurricane - Norman Jewison

Phantom Punch - Robert Townsend

30 de set de 2010

Bob Dylan no cinema

No Direction Home - Martin Scorsese

I'm Not There - Todd Haynes

Factory Girl - George Hickenlooper

15 de set de 2010

L’Arrivée d’un Train em Gare de La Ciotat

"Não consigo nunca esquecer aquela obra de gênio criada no século passado, o filme que foi o começo de tudo – L’Arrivée d’un Train em Gare de La Ciotat. Esse filme, feito por Auguste Lumière, foi simplesmente o resultado da invenção da câmera, da película e do projetor.O espetáculo, que só dura meio minuto, mostra um trecho da plataforma ferroviária banhada pela luz do sol, damas e cavalheiros caminhando por ali, e o trem que surge do fundo do quadro e avança em direção à câmera. À medida que o trem se aproximava, instaurava-se o pânico na sala de projeção, e as pessoas saíam correndo. Foi neste momento que nasceu o cinema, e não se tratava apenas de uma questão de técnica ou de uma nova maneira de reproduzir o mundo. Surgira, na verdade, um novo princípio estético. Pela primeira vez na história das artes, na história da cultura, o homem descobria um modo de registrar uma impressão de tempo."

Andrei Tarkovski, Esculpir o tempo.

9 de set de 2010

<< PARA CONSTAR EM UM PAINEL DE RECADO >>

ATÉ OUTRA DIA, DE NOVO
Que seja num dia, assim, ao amanhecer é melhor,
pois nos encontramos por demais vezes, quando o sol já se deitara.
Numa hora vespertina? Também não, pois muito que estivemos nelas,
em tantos trabalhos juntos, que até perdi a conta.
De repente deixamos de nos ver, falar, ou até rir de coisas a toa,
porque se interpôs uma dessas circunstâncias obtusas, inexplicáveis, implacáveis.
Inexoráveis, dizem ser assim.
E eu não mais te procurei porque me diziam de nada adiantar,
ou porque usei de receio covarde, incômodo pudor para me defender e,
de certa forma, nos proteger.
Agora é por demais tarde para te dizer isso.
Nada mais vale a pena se falar nem pensar,
pois também nada sei do que acontece depois que se desliga essa última conexão com a vida quando, talvez, religam-se outros cordões condutores de coisas que nem sei perceber de que maneira elas serão.
Tomara descanses bem onde estiveres, hoje,
pois tenho a impressão, neste mesmo instante em que escrevo,
ter a vida castigado muito teu corpo sem permitir um tempo que usufruísses de merecido repouso.
Fico eu, ainda por aqui, enquanto isso for uma permissão, até que a mim seja reservado um outro lugar que deva, por merecimento, ocupar.
Por isso é bom que até lá estejas atento, para me dizer do teu endereço, pois nessa ocasião vou pedir permissão para te visitar e (quem sabe?), novamente possamos rir de coisas a toa.
Quiçá isso aconteça numa data qualquer, mas, de preferência ao amanhecer, igual como soube - hoje - da notícia de ti.
Dorme em paz, meu amigo.
jbibas (em 9 de setembro de 2010, quando me avisaram que o amigo Paulo Martins se foi daqui)

5 de set de 2010

3 de set de 2010

Pra começar SETEMBRO!!!

Vamos começar colocando um ponto final
Pelo menos já é um sinal de que tudo na vida tem fim

Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim

É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos

Vamos celebrar nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer quando aquela de trás apagou

E vamos terminar inventando uma nova canção
Nem que seja uma outra versão pra tentar entender que acabou

Mas é tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos
Paulinho Moska

6 de ago de 2010

Tintim Adoniran

NO MORRO DA CASA VERDE
SILÊNCIO, É MADRUGADA.
NO MORRO DA CASA VERDE A RAÇA DORME EM PAZ
E LÁ EMBAIXO MEUS COLEGAS DE MALOCA
QUANDO COMEÇA A SAMBÁ NÃO PÁRA MAIS
SILÊNCIO!
VALDIR, VAI BUSCAR O TAMBOR
LAÉRCIO, TRAZ O AGOGÔ
QUE O SAMBA NA CASA VERDE ENFEZOU!
SILÊNCIO!

24 de jul de 2010

bilhetinho no Old School...


Marés!
que flutuam sob o vento
indo e vindo através do tempo
levem a mágoa de quem se perdeu
a vergonha de quem não lutou
a tristeza de quem não tentou
e os restos de quem não viveu
Marés!
tragam os sonhos de quem já acordou
as promessas de quem já alcançou
as sementes de quem ainda não nasceu
e a vida de quem já amou
Marés!
me levem calado para eu poder me escutar
não me deixem parado para que eu possa me alcançar
e molhem meus olhos de saudade*(1)
para que eu possa voltar*(2)
Marés!
(Mapyu)

*1 saudades da pessoa maravilhosa que eu sou.
*2 voltar para si mesmo em equilíbrio.

te amo!
JF

lindo né?!
tb te amo amigo!!!

19 de jul de 2010

já vai tarde saturno!!!

Este é um mês que merece sua comemoração em alto estilo virginiano! Depois de três anos de perdas, dores, sofrimentos muito choro e angustia, Saturno deixa definitivamente o seu signo. Lembra de todos os limites impostos, toda sensação de impotência e frustrações? No dia 21 deste mês, você pode estourar um champagne, pois tudo isso fará parte de um passado sombrio que começa a ser deixado para trás. A partir do dia 21 você suas energias e o foco de suas preocupações estará voltado para a aquisição material e a possibilidade de aumentar seus rendimentos. Ou seja, o dinheiro vai tomar a dianteira de suas preocupações e metas. Até o dia 10, você ainda estará um pouco arredio e desconfiado do mundo preferindo ficar quietinho em seu canto. Mas depois do dia 11, com a entrada de venus em seu signo você estará esbanjando charme e sua capacidade de conquista estará a flor da pele. Você agora já pode sentir algo mais leve e carregado de amor e esperança batendo à sua porta. Um novo amor pode acontecer, especialmente depois que saturno deixar seu signo. A presença de venus e marte em seu signo quase garantem essa possibilidade. Você está a procura de um amor intenso e verdadeiro e certamente o período que vai de 11 até o final do mês aumenta consideravelmente essa possibilidade. A entrada de saturno no setor financeiro colocará logo de cara você entre duas escolhas importantes: começar algo novo e se lançar no desconhecido, ou manter a velha e estável segurança? Esse é um dilema que vai começar a fazer parte de seus dias já na terceira semana do mês. Prepare-se para um novo arranque em seu novo ano astral.

parece babaquice né?! mas adorei isso aí, tanto que tive que publicar.
um brinde ao novo!!!

16 de jul de 2010

no me agarrás más

Creo en Dios, creo en Buda, creo en el I Chin creo en todos los mormones y en el Tao te kin creo en Cristo y en Jesus y en lo Ayatolas y te juro por Dios que creo en Satanás creo en platos voladores, creo en el amor y también creo en al odio y creo en el rencor. Creo en el Pastor Jimenes, creo en Rasputín y hasta tengo una secreta fe en Tribilín pero a vos ya no te creo no te creo más, no te creo ni la hora ya no me engañás y no sé si estás mintiendo o es que delirás pero sé que vos a mi ya no me agarrás más. Creo en Krishna, creo en Thor, creo en Belsebú y en las buenas intenciones de Patoruzú también creo en las piramides y en el gurú creo todo lo que dice Pedro Romaniuk soy creyente de la Fifa, creo en Avelange y me trago lo del pelo de Silvio Soldán Creo en Yeltsyn, en Valesha, creo en Arafath creo en Viscontea y en editorial Salvat, pero a vos ya no te creo no te creo más, no te creo ni la hora ya no me engañás y no sé si estás mintiendo o es que delirás pero sé que vos a mi ya no me agarrás más. Creo en Bayer, creo en Philips y en la NBA creo todo lo que dice la publicidad creo en leyes y en tratados, creo en la OTAN creo en Carlos Castañeda y creo en su Don Juan creo en ángeles y brujas, creo en yemanyá creo en elfos, creo en gnomos, creo en Sarabá. Ketzacoal, Maradona y el Maracaná, creo todo lo que dicen los testigos de Jeovha pero a vos ya no te creo no te creo más, no te creo ni la hora ya no me engañás y no sé si estás mintiendo o es que delirás pero sé que vos a mi ya no me agarrás más. Creo en todo el abanico de la religión y también en casi toda la televisión creo en el maestro Ibaiman y en Abel Santa Cruz en el Papa, en el Corán y en la divina luz creo mucho en el destino y en el karma más creo en mi y en Saratustra y en Santo Tomás Creo en la democracia y el orden feudal, creo en la diferencia entre el bien y el mal, pero a vos ya no te creo no te creo más, no te creo ni la hora ya no me engañás y no sé si estás mintiendo o es que delirás pero sé que vos a mi ya no me agarrás más.
Leo Masliah

11 de jun de 2010

O laço e o abraço - Mário Quintana

Meu Deus! Como é engraçado!
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço...
Uma fita dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido,
em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?
Vai escorregando...
Devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah! Então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho,
mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.
E saem as duas partes, iguais meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso...
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço !


um abraço de laço ou um laço de abraço a todos que amo e tb pra quem me mandou a poesia por email.

2 de jun de 2010

Carta de Sílvio Tendler ao governo israelense

“Srs. que me envergonham:
Judeu identificado com as melhores tradições humanistas de nossa cultura, sinto-me profundamente envergonhado com o que sucessivos governos israelenses vêm fazendo com a paz no Oriente Médio.
As iniciativas contra a paz tomadas pelo governo de Israel vêm tornando cotidianamente a sobrevivência em Israel e na Palestina, cada vez mais insuportável.
Já faz tempo que sinto vergonha das ocupações indecentes praticadas por colonos judeus em território palestino. Que dizer agora do bombardeio do navio com bandeira Turca que leva alimentos para nossos irmãos.
Vergonha, três vezes vergonha!
Proponho que Simon Peres devolva seu prêmio Nobel da Paz, e peça desculpas por tê-lo aceito mesmo depois de ter armado a África do Sul do Apartheid.
Considero o atual governo de Israel e todos seus membros, sem exceção, merecedores por consenso universal do Prêmio Jim Jones por estarem conduzindo todo um país para o suicídio coletivo.
A continuar com essa política genocida nem os bons sobreviverão; e Israel perecerá sob o desprezo de todo o mundo..
O Sr. Lieberman, que trouxe da sua Moldávia natal vasta experiência com pogroms, está firmemente empenhado em aplicá-la contra nossos irmãos palestinos. Este merece só para ele um tribunal de Nuremberg.
Digo tudo isso porque um judeu humanista não pode assistir calado e indiferente ao que está acontecendo no Oriente Médio. Precisamos de força e coragem para, unidos aos bons, lutar pela convivência fraterna entre dois povos irmãos.
Abaixo o fascismo!
Paz já!
Silvio Tendler
Cineasta

22 de mai de 2010

30 de abr de 2010

o AMOR e o PODER


                       o final da história você conhece.

20 de abr de 2010

14 de abr de 2010

pra ilustrar, pra lustrar, pra ar...


Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente
o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais,
se puder ser,
Ou até se não puder ser...



Fernando Pessoa

1 de abr de 2010

CrAcK : o FiM dA pIcAdA

Não dá pra fazer de conta que não é com você.
Algo precisa ser feito agora, já, urgente.

28 de mar de 2010

UMA MENTIRA CONVENIENTE

Você apagou as suas luzes ontem na HORA DO PLANETA?
Você se deprime quando vê tantas CATÁSTROFES CLIMÁTICAS acontecendo?
Você participa das campanhas da WWF ou do GREEPEACE?
O seu livro de cabeceira é "UMA VERDADE INCONVENIENTE" do Al Gore?
Você não come CARNE por causa da "depredação" ambiental que a PECUÁRIA causa?

Você paga uma fortuna em uma BOLSA de COURO Italiana?
Você tem quantos CARROS na garagem?
Você tem  quantos PARES DE SAPATOS no "closet"?
Você muda de canal quando o assunto é FOME e MISÉRIA?

Bem, se ainda te sobrar algum BOM SENSO, veja esses vídeos, se informe, questione, mude o seu modo de vida.
O que nos falta é RESPEITO AO PRÓXIMO.

A grande farsa do Aquecimento Global 1 : http://www.youtube.com/watch?v=RDzuXPM1W3k

A grande farsa do Aquecimento Global 2 : http://www.youtube.com/watch?v=L18k0Y5MMok&NR=1

Aquecimento ou Histeria Global :  http://www.youtube.com/watch?v=qB7GcXu9-Vc

Gomorra : http://www.youtube.com/watch?v=wk8KeeZcQYc

25 de mar de 2010

Bush e a sua "MÃO LIMPA"

Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro da tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!
Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem que, nesta terra miserável,
Mora entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera
Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.
Se alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!

Augusto dos Anjos

22 de mar de 2010

Elementar meu caro Watson!!!



Holmes e House, as semelhanças entre os dois gênios da dedução são muitas, a começar pelos nomes, passando pela arrogância, cocaína e vicodin, violino e guitarra, 221B (numeração do endereço de ambos)...


Coincidência?
Claro que não, House é baseado na personalidade de Holmes por pura paixão de David Shore, o criador de House, pelo personagem criado por Conan Doyle, Sherlock Holmes.







8 de mar de 2010

Pra nós

Eu gosto de ser mulher



Sonhar arder de amor


Desde que sou uma menina


De ser feliz e sofrer


Com quem eu faça calor


Esse querer me ilumina


E eu não quero, amor


Nada de menos


Dispense os jogos desses mais ou menos


Pra que pequenos vícios


Se o amor são fogos que se acendem


Sem artifícios


Eu já quis ser bailarina


São coisas que eu não esqueço


E continuo ainda a sê-las


Minha vida me alucina


É como um filme que faço


Mas faço melhor ainda


Do que as estrelas


Então eu digo, amor


Chegue mais perto


E prove ao certo qual é o meu sabor


Ouça meu peito agora


Venha compor uma trilha sonora


Pra o amor


Eu gosto de ser mulher


Que mostra mais o que sente


O lado quente do ser


que canta mais docemente

antonio cícero